Menu

Summer Singing!

Curso Internacional de Canto Coral em Portugal, 29 Agosto - 1 Setembro 2019

header photo

CAPELLA DURIENSIS

Depois de apenas seis anos de desenvolvimento, a Capella Duriensis desfruta atualmente de uma reputação crescente como «embaixadora» internacional da música sacra portuguesa.

Os programas de concerto ímpares associam e contrastam obras a cappella do período da renascença, com Organum medieval, canções populares do Leste e Oeste da Europa, música religiosa da igreja ortodoxa oriental e composições dos séculos XX e XXI.

O seu CD “O Rito Bracarense” trouxe à luz muitas obras-primas do rito quase esquecido e constitui a base de um Ciclo de Música Antiga da Euroradio: Música dos Ritos Medievais.

Desde 2010, a Capella Duriensis tem vindo a promover a cultura musical portuguesa através de performances profundamente enriquecedoras em mosteiros e monumentos por todo o país. No primeiro ano da sua formação, o ensemble recebeu convites para festivais em Leiria, Alcobaça, ilhas dos Açores e Lisboa. Na sequência de uma digressão pelo Reino Unido em 2012, a Capella Duriensis foi descrita como "maravilhosa embaixadora" da música portuguesa. Este papel de embaixadora cultural desenvolveu-se através de digressões, em 2014-2015, ao oeste do Reino Unido (Catedral de Truro e abadia de St. German), a Londres (St. George, Hanover Square), à Holanda (Ciclo Fabulous Fringe, Festival Internacional Oude Music, em Utrecht) e à Croácia (55th Musical Evenings in St. Donat, em Zadar).

O ensemble continua a apresentar-se regularmente em todo o país, tendo sido recentemente convidado para o Festival Internacional de Música de Marvão (apresentando-se também sob a direção de Christoph Poppen), o ciclo da Rota do Românico, “Palcos do Românico”, o ciclo “Espaços da Polifonia, criado pela Direcção Regional de Cultura do Norte, e o Festival “Música em S. Roque”, em Lisboa.

O seu êxito mais significativo é um novo contrato com a editora Naxos, para a gravação de uma série de CDs, intitulada “Obras-primas vocais portuguesas dos séculos XVI e XVII". Esta primeira série de três CDs traz a público várias obras de música sacra e profana não gravadas anteriormente, criando um retrato musical de Portugal durante os mais ricos anos da sua história cultural.


alt

JONATHAN AYERST, FRCO, MA (Psychology of Music)

DIRETOR MUSICAL

Jonathan Ayerst iniciou os estudos musicais aos 7 anos de idade, como menino corista na Catedral de Truro e depois na Escola da Catedral de Wells, no Reino Unido. Depois de decidir especializar-se em piano, foi premiado com bolsas de estudo para aprofundar conhecimentos na Royal Academy of Music, tendo terminado estes estudos com aulas particulares com a pianista arménia Nellie Akopian.

Em 2000 foi nomeado pianista do Remix Ensemble Casa da Música, com o qual participou, muitas vezes como solista, em festivais em Valência, Roterdão, Huddersfield, Barcelona, Estrasburgo, Paris, Orleães, Reims, Antuérpia, Madrid, Budapeste, Norrköping, Viena, Witten, Berlim, Amesterdão e Bruxelas. Tocou recentemente a obra Islands para piano e ensemble de Luca Francesconi na Tonhalle de Zurique.

Paralelamente, no Reino Unido, concluiu uma gravação para a Hyperion das obras para violino e piano de Franz Liszt. Já se apresentou ao vivo na BBC Radio 3 e FM Classic e deu vários recitais em salas como Wigmore Hall e Purcell Room, South Bank Centre em Londres. Foi organista principal na Igreja de St. Benet Fink em Londres e deu concertos de órgão na Alemanha, Reino Unido e Porto. Nos seus recitais estão incluídas composições suas, editadas pela Warwick Music. Em 2009 foi galardoado com o ARCO (Associate of the Royal College of Organists), recebendo também o Prémio Sawyer and Durrant. Em 2011 foi nomeado Fellow of the Royal College of Organists (FRCO).

Nas últimas anos, Jonathan Ayerst tem desenvolvido um interesse pela psicologia musical, completando um mestrado nesta área na Universidade de Sheffield. Em 2016 recebeu a Charles Alan Bryars Organ Scholarship da mesma universidade, para iniciar o Doutoramento com o título Um Estudo Psicológico da improvisação na música clássica com ênfase especial nas técnicas de aprendizagem. Como parte do programa de doutoramente, completou recentamente um ano de estudos de improvisação com o organista e compositor Júrgen Essl no Muilhochschule de Estugarda.